Flacidez na mulher

Flacidez na Mulher

 

Flacidez na mulher pode causar incômodo e desencadear insegurança em expor o próprio corpo.

Esse problema que é muito comum, possui causas e tratamentos variados.

É importante dar atenção, já que hábitos prejudiciais à saúde, como o tabagismo, podem ser os responsáveis.

Lembre-se de sempre procurar um médico para descobrir as causas e o melhor tratamento.

 

Causas da flacidez na mulher

Quando os músculos e a pele perdem a tonicidade e a elasticidade, ocorre aquele efeito visível incômodo.

Como foi dito, muitas podem ser as causas, como:

  • Perda de colágeno e elastina
  • Envelhecimento natural
  • Variações hormonais que alteram a produção de colágeno e elastina
  • Perda de água
  • Exposição excessiva ao sol
  • Tabagismo
  • Obesidade
  • Variação rápida de peso
  • Alimentação ruim
  • Sedentarismo
  • Herança genética
  • Gravidez

 

Para evitar a flacidez

Não exagere na exposição ao sol

Expor-se ao sol é deixar a pele desprotegida sob os raios ultravioleta.

O colágeno que mantém a firmeza da pele e a elastina, fibras responsáveis pela rigidez e elasticidade.

Essas fibras estão localizadas na derme, camada abaixo da epiderme (camada superficial).

Quando os raios nocivos do sol atacam a produção de colágeno e elastina, a flacidez na mulher surge.

Dica: Use protetor solar e não exagere na exposição ao sol.

 

Alimentação Saudável

Muito cuidado com o que você ingere no dia a dia. Para evitar a flacidez na mulher, faça escolhas que priorizem a saúde do seu corpo:

  • Verduras
  • Legumes
  • Frutas
  • Proteínas magras
  • Ingestão de água
  • Alimentos que tenham vitaminas A, C e E

Dica: procure nutricionista para saber exatamente o que seu corpo precisa. Diminua frituras e não se renda aos fast foods como alimentação básica.

 

Faça exercícios físicos

Os exercícios físicos são combatentes ferozes da flacidez na mulher:

  • Musculação
  • Caminhada
  • Corrida
  • Andar de bicicleta
  • Natação

Além de tonificar os músculos, você terá muito mais exposição, irá melhorar a circulação do sangue e queimará gordura. Em caso de flacidez, a pele voltará a ter elasticidade aos poucos.

Dica: Consulte um personal trainer ou preparador físico em conjunto com nutricionista para fazer o exercício ideal e alcance os resultados almejados.

 

Pare de fumar

Se as pessoas fumantes tivessem consciência do mal que causam à própria saúde, certamente não fumariam nunca mais.

Mas esse é um hábito ruim socialmente aceitável. Para você ter uma ideia:

 

  • Quando uma pessoa fuma, interrompe o suprimento de oxigênio para a pele.
  • Os nutrientes não chegam para os tecidos.
  • Algumas substâncias alteram a estrutura do colágeno e elastina, por isso as rugas e a flacidez na pele.

 

Dica: pare de fumar o quanto antes, outras complicações mais graves mais podem surgir.

 

Perca peso gradualmente

Tente não perder muito peso de forma muito rápida e de uma vez. A variação de peso também pode causar flacidez na mulher.

Dica: Mantenha o peso estável com alimentação saudável. Hidrate-se e faça exercícios. E confie em profissionais para direcionar e fazer o acompanhamento do seu emagrecimento.

 

E a flacidez genital?

A flacidez na mulher também pode estar presente no genital e atrapalhar não só a vida sexual, como o bem-estar e a autoestima.

 

Mais comum em: mulheres de meia idade

Ocorre principalmente: na menopausa

 

Algumas das Causas:

  • queda de estrogênio
  • sedentarismo
  • tabagismo
  • muitos partos

 

Consequências

  • Fraqueza nos músculos da vagina
  • Flacidez no órgão genital

 

Consulte um ginecologista

 

Somente o médico poderá dizer qual a causa e o tratamento ou exercício para resolver a flacidez na mulher:

Pode ter relação com a queda da bexiga ou do reto. Dependendo do diagnóstico, a paciente precisa de cirurgia.

 

Exercícios para flacidez genital

 

1. Exercícios pélvicos

 

2. Exercícios de Kegel

 

Esses exercícios consistem na contração e no relaxamento dos músculos da vagina.

 

  • Previne ainda a queda da bexiga
  • Incontinência urinária
  • Dificuldades no parto

 

Mas atenção às contraindicações:

 

  • Quando não é necessário realizar o exercício de Kegel: causa prisão de ventre, retenção urinária, dor durante o sexo.
  • Quando há infecção urinária

 

Dica: Antes de fazer qualquer  tratamento por conta própria, procure seu médico e cuide da sua saúde.



Leia Mais