Diferenças entre o peeling de cristal, diamante e ultrassônico

Diferenças entre o peeling de cristal, diamante e ultrassônico

 

O peeling é um dos tratamentos mais procurados e, também, um dos mais eficientes para a renovação da pele. Sua principal função é remover as células mortas da pele do rosto e estimular o rejuvenescimento. Há peelings mais superficiais e outros de alcance médio ou até mais profundo. No entanto, devido aos constantes avanços tecnológicos, vários tipos de peelings químicos e físicos tem surgido para revitalizar a pele do rosto.

Vale lembrar que quando se opta por um tratamento com um peeling, o período pré-aplicação é muito importante, pois o cliente precisa preparar a pele com cremes que contém ácidos e que promovam a despigmentação de manchas.

 

Peeling químico ou físico?

Um peeling químico é o tipo em que substâncias como ácidos (retinóico, salicílico, etc.) são utilizadas para atuarem nas camadas da pele e promover o rejuvenescimento. O procedimento é indicado para amenizar manchas, cicatrizes deixadas por acne, rugas e marcas de expressão mais finas, entre outros.

Já no peeling físico ocorre uma espécie de esfoliação da pele com a finalidade de remover as células mortas da pele com o auxílio de substâncias que promovem uma abrasão. Essa esfoliação pode ser realizada manualmente ou por meio de instrumentos que potencializam seus efeitos.

No artigo de hoje, explicaremos as diferenças principais entre os tipos de peelings físicos mais populares nas clínicas dermatológicas: o peeling de cristal, de diamante e o ultrassônico. Veja abaixo.

 

Peeling de cristal

O procedimento conhecido como peeling de cristal é executado por um equipamento específico que exerce, ao mesmo tempo, pressão negativa e positiva sobre a pele, além de lançar micropartículas de óxido de alumínio na região.

O peeling de cristal é indicado para os casos em que a pele precisa de uma esfoliação mais profunda e o fechamento de poros mais dilatados. A textura da pele apresenta uma melhora instantânea por meio de uma descamação suave e quase imperceptível.

 

Peeling de diamante

O peeling de diamante é realizado por meio de um equipamento cujas ponteiras são revestidas por diamantes.

Cada ponteira é utilizada de acordo com a situação da pele que será tratada, pois possuem graus de abrasividade diferentes, ou seja, cada área e tipo de pele demandam uma ponteira específica. O peeling de diamante atinge a epiderme causando uma microdermoabrasão.

 

Peeling ultrassônico

O peeling ultrassônico é realizado por meio de um aparelho com uma espécie de espátula acoplada que, por meio de ondas ultrassônicas, promove a revitalização da pele.

Uma das vantagens do peeling ultrassônico é que ele pode ser combinado a outros procedimentos, como a associação com microcorrentes ou à corrente galvânica que podem potencializar os resultados.

Esse tipo de peeling é indicado em peles marcadas por cicatrizes de acne, para amenizar rugas finas e retrais ósteos.

Os três tipos de peelings físicos apresentam resultados eficientes o no processo de renovação celular da pele, estimulando a produção do colágeno, amenizando a aparência de manchas e eliminando rugas e marcas de expressão finas. A pele fica com uma aparência revitalizada, ganhando brilho e viço, além de garantir uma aparência mais jovem.



Leia Mais