Unidade de Vacinação

Um espaço exclusivo para vacinas altamente confiáveis que vem para melhorar a qualidade de vida dos clientes, que terão maior comodidade para se vacinar, prevenindo-se de diversos tipos de doenças, como contra a gripe, HPV e todo tipo de vacinas que não são oferecidas pela rede pública, além de contarem com profissionais qualificados e equipamentos de conservação de última geração

Herpes Zoster

O Herpes-zóster,também popularmente conhecido como cobreiro, é uma virose provocada por uma reativação do herpesvírus que causou a varicela geralmente na infância. Caracterizada por erupções na pele, de maior ou menor gravidade, o sintoma debilitante mais frequente é a dor, que pode ocorrer antes do surgimento das erupções, em geral atingindo pessoas com baixa defesa imunológica, pessoas acima dos 50 anos e pessoas que passaram por uma fase de estresse.

A vacina é indicada para pessoas a partir de 50 anos para:

  • Prevenção de Herpes-zóster

  • Prevenção de neralgia pós-herpética

  • Redução da dor aguda e crônica associada ao herpes-zóster

  • Dose única

Hepatite A

A Hepatite A é uma inflamação no fígado, causada por vírus .É transmitido por via oral, de uma pessoa infectada para outra saudável, ou através de alimentos (especialmente os frutos do mar e alguns vegetais) ou da água contaminada.Os sintomas são parecidos com os da gripe, porém também ocorrem alterações no fígado e a pessoa fica com as mucosas amareladas (quanto mais velha, mais chances de ficar com uma aparência amarelada).
A vacina é indicada para prevenir a doença causada pelo vírus A da Hepatite e é produzida a partir de vírus mortos. Pessoas a partir de 1 ano de idade já podem tomá-la, sendo necessárias duas doses, com intervalo de seis meses entre elas.

Hepatite B

A Hepatite B é uma doença infecciosa sexualmente transmissível (DST) que provoca inflamação no fígado. A via sexual não é a única forma de a pessoa adquirir o vírus da hepatite B (HBV), mas seguramente é a mais importante delas. Ele pode penetrar no organismo também por via parenteral e perinatal (durante a gestação e o parto).
A vacina contra o vírus da hepatite B está indicada para TODAS as pessoas, num esquema de 3 doses, sendo a primeira dada nas primeiras horas de vida, a segunda entre 1 e 2 meses em relação à primeira dose, e a 3ª dose 6 meses após a primeira.

Hepatite A + B

Existe disponível uma vacina contra a hepatite A + B, combinadas numa só aplicação. Esta vacina está indicada para as pessoas que não tenha ainda recebido as vacinas contra os vírus A e B. É também aplicada em 3 doses (0, 1 e 6 meses). É uma opção muito interessante para adultos que querem se proteger contra os dois vírus de hepatite, de forma mais prática.

HPV

O termo HPV vem da sigla em inglês “HumanPapilomavirus”. É um vírus sexualmente transmissível,comum que infecta a pele e o revestimento interno dos órgãos de mulheres e homens. Existem diferentes tipos de HPV, alguns são inofensivos e outros podem causar infecções e doenças, a exemplo das verrugas genitais e dos cânceres do colo do útero, vagina, vulva ânus e pênis.
Há dois tipos de vacinas contra o HPV disponíveis. :
A vacina quadrivalente, que protege Cintra os vírus 6, 11, 16 e 18, é recomendada para homens e mulheres entre 9 e 26 anos. O esquema vacinal é de 3 doses, sendo que, a segunda dose deve ser aplicada dois meses após a primeira e a terceira, quatro meses após a segunda.
A vacina bivalente, que protege contra os vírus 16 e 18, é recomendada para mulheres a partir dos 9 anos de idade. O esquema vacinal é de 3 doses, sendo que a segunda dose deve ser aplicada um mês após a primeira e cinco meses após a segunda.

Doença Meningocócica

É uma doença grave causada pelo meningococo, bactéria que pode produzir um quadro de meningite. Além de ser altamente letal, aproximadamente 10% das pessoas que sobrevivem apresentam sequelas como surdez, retardo mental e convulsões, ou necessitam realizar amputações de membros.
O meningococo pode estar alojado na garganta de indivíduos sãos e sua transmissão é feita por gotículas de saliva contaminadas. Qualquer pessoa pode ter doença meningocócica,porém as crianças menores de um ano e pacientes com deficiência de imunidade são mais suscetíveis.
Contra a doença meningocócica, existem dois tipos de vacina:
Meningocócica C conjugada: todas as crianças a partir de dois meses de idade. Adolescentes e adultos também devem ser vacinados. Pode ser aplicada em qualquer idade e o esquema de doses depende da idade de início da vacinação: três doses, com intervalos de um a dois meses, se aplicada antes dos 12 meses e uma dose após esta idade.
Meningocócica conjugada ACWY: indicada a partir de 2 anos de idade, sendo a preferência de escolha para os reforços aos 5 e 11 anos e também para a imunização de adolescentes, adultos e de viajantes para regiões onde os tipos A, W e Y apresentam alta endemicidade. Esquema Vacinal: dose única

Doença Pneumocócica

O Streptococcuspneumoniae, ou pneumococo, é uma bactéria que causa várias doenças, algumas simples, como otite e sinusite, e outras graves, como pneumonia, meningite e septicemia. Essa bactéria pode estar presente na mucosa nasal e na garganta dos indivíduos saudáveis. Porém, por motivo desconhecido, pode invadir o organismo, causando infecções graves.
A transmissão dessa bactéria se dá por meio de gotículas de saliva e ocorre mais nos meses de inverno e início da primavera, geralmente associada a aglomerações. A população de maior risco para aquisição de doença pneumocócica grave está entre indivíduos com menos de dois ou mais de 65 anos.
Contra a doença pneumocócica, existem as vacinas:
Vacina pneumo 23 – Protege contra 23 tipos da bactéria. É indicada para todos os indivíduos acima de 65 anos e para indivíduos maiores de dois anos de idade que apresentem alguma doença de base, como doenças cardiovasculares ou pulmonares, diabetes, cirrose hepática, insuficiência renal, pacientes com deficiência de imunidade (HIV positivos, indivíduos em tratamento quimioterápico ou em uso de imunossupressores).
Vacina Pneumo 13 – Protege contra 13 sorogrupos do pneumococo e é eficaz para crianças a partir de dois meses de idade. Não necessita de doses de reforço após o término do esquema básico de vacinação, que varia conforme a idade de início da mesma, podendo ser de três, duas ou uma dose.

Influenza

A gripe é doença contagiosa resultante da infecção pelo vírus Influenza, que predispõe à pneumonia.
A gripe pode atingir as vias respiratórias (nariz, laringe, faringe, pulmão, ouvido médio). O vírus da gripe pode atacar ao mesmo tempo as vias respiratórias superiores (garganta, nariz) e as vias respiratórias inferiores (pulmão,….).
O vírus da gripe é transmitido de uma pessoa à outra por intermédio das partículas aéreas (microgotículas) transmitidas por exemplo, através do espirro, da tosse, ou de um simples aperto de mão. Sendo assim, a gripe é uma doença infecciosa muito contagiosa.
A vacina deve ser aplicada anualmente, visto que, há uma mutação dos vírus.
A vacina e indicada para maiores de 60 e menores de 2 anos, pacientes com problemas pulmonares crônicos, imunocomprometidos e diabéticos, porém, as pessoas que desejem evitar a gripe, a partir dos seis meses de idade, podem tomar a vacina.
Esquema vacinal: 1 dose anual

Hexa

Trata-se de uma vacina múltipla para proteção contra:
Difteria: Causada pela bactéria Corynebacteriumdifteriae, também é chamada de crupe. Sua transmissão se dá de pessoa para pessoa, por via respiratória. A doença leva à formação de uma membrana espessa na parte posterior da garganta, evoluindo para dificuldade respiratória.
Coqueluche: É causada pela bactéria Bordetellapertussis, também é conhecida como tosse comprida. Sua transmissão se dá de pessoa para pessoa, por meio de gotículas liberadas por tosse ou espirros de portadores da bactéria.Seus principais sintomas são acessos de tosse muito intensos, tornando difícil a alimentação e até a respiração. Pode evoluir para pneumonia, convulsões, lesão neurológica e até a morte.
Tétano: Causada por toxinas produzidas pela bactéria Clostridium tetani. Ocorre quando a bactéria penetra no organismo por meio de ferimentos e cortes, liberando toxinas.Causa enrijecimento muscular, que evolui para dificuldade para abrir a boca e engolir. Quadros graves apresentam-se com espasmos musculares e contraturas generalizadas, sendo necessários cuidados de terapia intensiva.
Haemophilusinfluenzae:é uma bactéria que provoca meningites e septicémias, ambas geralmente em crianças (menores de 5 anos de idade); infecções no ouvido médio e na garganta; e, mais raramente, outras doenças, como pneumonia
Poliomielite: Também chamada paralisia infantil, a poliomielite é causada por um vírus e sua transmissão dá-se pela ingestão de água e alimentos contaminados, já que seu agente é eliminado pelas fezes.
Hepatite B: é uma doença infecciosainflamatória do fígado causada pelo vírus da hepatite B (HBV)
O esquema vacinal é 2 doses, sendo a 1ª aos 2 meses e a 2ª dose aos 6 meses de idade.

Penta

Trata-se de uma vacina múltipla para proteção contra:
Difteria: Causada pela bactéria Corynebacteriumdifteriae, também é chamada de crupe. Sua transmissão se dá de pessoa para pessoa, por via respiratória. A doença leva à formação de uma membrana espessa na parte posterior da garganta, evoluindo para dificuldade respiratória.
Coqueluche: É causada pela bactéria Bordetellapertussis, também é conhecida como tosse comprida. Sua transmissão se dá de pessoa para pessoa, por meio de gotículas liberadas por tosse ou espirros de portadores da bactéria.Seus principais sintomas são acessos de tosse muito intensos, tornando difícil a alimentação e até a respiração. Pode evoluir para pneumonia, convulsões, lesão neurológica e até a morte.
Tétano: Causada por toxinas produzidas pela bactéria Clostridium tetani. Ocorre quando a bactéria penetra no organismo por meio de ferimentos e cortes, liberando toxinas.Causa enrijecimento muscular, que evolui para dificuldade para abrir a boca e engolir. Quadros graves apresentam-se com espasmos musculares e contraturas generalizadas, sendo necessários cuidados de terapia intensiva.
Haemophilusinfluenzae: é uma bactéria que provoca meningites e septicémias, ambas geralmente em crianças (menores de 5 anos de idade); infecções no ouvido médio e na garganta; e, mais raramente, outras doenças, como pneumonia
Poliomielite: Também chamada paralisia infantil, a poliomielite é causada por um vírus e sua transmissão dá-se pela ingestão de água e alimentos contaminados, já que seu agente é eliminado pelas fezes.
O esquema vacinal é 2 doses, sendo a 1ª dose aos 2 meses e a 2ª dose com 1 ano e 3 meses de idade.

Rotavírus

O rotavírus é o principal agente causador de gastrenterite, que é grave em bebes e crianças pequenas.
O esquema básico de vacinação é composto de 3 doses e Recomenda-se que a vacina seja administrada aos 2, 4 e 6 meses de vida,

Catapora

A catapora ou varicela é uma doença viral, altamente contagiosa, transmissível por gotículas de saliva da tosse ou de espirros, ou pelo contato com a secreção das lesões da pele de pessoas infectadas pelo vírus.
A vacina contra a catapora é recomendada pela Sociedade Brasileira de Pediatria. Eficaz e segura, proporciona uma proteção duradoura em crianças e adultos saudáveis. Pode evitar a doença mesmo quando aplicada até três dias após o contato.

logo2

Rua Augusto dos Anjos, 170

Esquina com Marcelino Champagnat

Bairro Pio Correa

Criciúma – SC, 88811-560

  • (48) 3430-0990
  • (48) 3413-6090
  • (48) 9915-0990
  • clinica@clinicalucianoschutz.com.br

Horário de atendimento

Segunda a sexta, das 8h às 19h.